Horta Jardim

Viajar através das sementes

Quando era pequena sonhava de ser uma exploradora e de descobrir os mistérios das grandes selvas e bosques. Alimentava esses sonhos com a revista National Geographic que o meu pai trazia todos os meses para casa. Quando o novo número chegava às minhas mãos, mergulhava na leitura e desaparecia do mundo durante algumas horas.

Hoje continuo a sentir essa curiosidade pelo mundo e, embora não possa viajar quanto queria, visito os lugares que me interessam atraves de livros, revistas, comida ou… Plantas!

Assim, no ano que vem planeio conhecer:

China

Durante a última visita nas lojas de jardinagem encontrei sementes do chá (!) e, como somos grandes fãs dessa bebida, não podiamos passar ao lado sem trazer umas para casa. Vamos ver se conseguimos algumas plantas.

O exemplar mais antigo da Polónia, encontra-se em Łańcut e data provavelemtne da 1ª metade do séc. XVIII. (Fonte da imagem: pl.wikipedia.org)

O exemplar mais antigo da Polónia, encontra-se em Łańcut e data provavelemtne da 1ª metade do séc. XVIII. (Fonte da imagem: pl.wikipedia.org)

Outra planta que gostava de ter no meu jardim era o Gingko biloba, agora já estou mais perto, basta por as sementes na terra e esperar pelo efeito.

Japão

bonsaigigante

Também encontrámos sementes dum pinheiro que se utiliza para os bonsais. Como o J. sonhava com criar um bonsai, pensei que ia ser uma boa maneira de conhecermos essa arte desde as bases.

Brasil

Se trouxemos sementes de chá, não podiamos deixar os de café na prateleira. Assim vamos tentar criar o nosso próprio café. Não é fácil, uma vez já tentámos, mas as sementes não deram nada. Têm alguns conselhos?

Outras plantas interessantes às que não resistimos foi o milho – morango (serve de adorno e é muito bom para pipocas) e lúpulo.

Fonte da imagem: futuregardens.pl

Fonte da imagem: futuregardens.pl

Vos vous informar dos resultados das sementeiras nos próximos meses. 🙂

E vocês que planos têm para a próxima primevera?

You Might Also Like